Seguidores

sábado, 2 de março de 2013

A MÁQUINA por ADRIANA FALCÃO

 


Não tinha terra, não tinha céu, não tinha bicho, não tinha gente, não tinha nada. 
Era só breu. 
Aí Deus foi ficando meio enjoado e resolveu criar o mundo. 
Ele pensou assim: "Vê que besteira a minha, por que é que vai ficar tudo sem nada se eu posso inventar o que eu quiser?". Então saiu inventando. Primeiro Ele inventou o céu que era pra ter onde morar, mas como o céu tinha que ficar em cima de alguma coisa, Ele inventou a Terra pra ficar embaixo. 
Então Ele pensou: "E a terra vai ficar com um céu em cima e não vai ficar com nada embaixo, não é?"Daí Ele foi e botou o inferno embaixo da Terra. Ficou bem bonitinho aquele negócio assim azul em cima e aquele negócio assim vermelho embaixo. 
No começo a Terra só servia pra isso. Pra ficar embaixo do céu e em cima do inferno. Era pouco, Deus concluiu assim: "Agora, que tem a Terra, eu tenho que inventar gente pra botar lá". Foi aí que Ele inventou a vida. E no que inventou a vida já inventou a morte junto, pois tudo que é vivo morre. Diz que Ele soprou e apareceu Adão e que da costela de Adão Ele fez Eva.
Ficaram dois. 
E ficaram os dois lá, só eles, e o tempo não passava. Como naquele tempo Deus ainda não tinha inventado o tempo, o antes, o agora, o depois, ficavam ali no meio, todos eles misturados. 
Até que um dia Adão se enfastiou: Ô, meu Deus do Céu, isso não acaba nunca não, é?" Por sorte, Deus teve a ideia de inventar o dia e a noite que era pro tempo passar.
No dia em que Deus inventou o dia, concluiu que, agora, que o tempo ia passar, ia ter um dia hoje, depois ia ter outra amanhã, e amanhã ainda ia ter o ontem que foi hoje. Desse modo, Ele inventou o passado, o presente e o futuro de uma vez só. 
Então vinha a parte mais difícil. 
Já que o povo todo tinha nariz, tinha boca, tinha orelha e tinha olho, aquilo tudo tinha que ter uma serventia. Os olhos e o nariz já tinham a deles, pois os olhos serviam pra olhar pro céu e o nariz pra pessoa respirar enquanto viva e para de respira pra poder morrer em paz. Mas carecia de arranjar utilidade pra boca e pras orelhas. 
Pra encurtar a história, foi aí que Deus fez o verbo. 
Verbo é como se chamam as palavras. 
E como pra cada palavra tinha que ter uma coisa, Ele teve que inventar um monte de coisa pra poder ficar uma coisa pra cada palavra.Era coisa que não acabava mais.
Postar um comentário