Seguidores

terça-feira, 12 de março de 2013

VOZES ROUBADAS por MELANIE CHALLENGER E ZLATA FILIPOVIC








Meu nome é Piete. 

Não direi qual é meu verdadeiro nome, pois é muito estúpido. Vou dizê-lo, sim; é Elfriede, Frieda (Frieda é o limite do ridículo!)... Eu tenho doze. Moramos com minha avó em Schneidmühl, na província de Posen. Minha mãe tem uma escola de música em Berlim. 

[...] Hoje é dia 1º de agosto de 1914. Faz muito calor. Começaram a colher o centeio no dia 25 de julho, já está quase branco. Quando passei por um campo essa noite, colhi três ramos e fixe-os sobre minha cama com uma tachinha. 

A partir de hoje a Alemanha está em guerra. Minha mãe me aconselhou a escrever um diário sobre a guerra: ela acha que ele poderá me interessar quando eu for mais velha. É verdade. Quando eu tiver cinquenta ou sessenta anos, aquilo que tiver escrito quando criança deverá parecer estranho. mas será verdadeiro, pois não se deve contar mentiras num diário. 


14 de agosto de 1914

Agora há barricadas nas pontes das nossas estações de trem. Por toda parte há sentinelas. Nas pontes, há cartazes que dizem "dirija devagar!". todo motorista é interrogado e todo veículo, revistado. Ninguém que esteja atravessando uma ponte pode demorar-se sobre ela. Trens militares passam por sob as pontes. Subitamente tem-se a sensação de que o inimigo está bem próximo [...]
Postar um comentário