Seguidores

domingo, 26 de janeiro de 2014

PSICOLOGIA DE UM VENCIDO por AUGUSTO DOS ANJOS






UM DOS PRIMEIROS POETAS APRESENTADOS PARA MIM FOI AUGUSTO DOS ANJOS. NA MINHA POUCA IDADE, HAVIA UM ESFORÇO EM VÃO EM COMPREENDÊ-LO NA SUA DIMENSÃO, E POR ISSO, APENAS ADMIRAVA O SOMATÓRIO DAS SUAS PALAVRAS, A SONORIDADE DOS SEUS SENTIDOS E O PESO DAS PERDAS DO AUTOR.  

"Eu, filho do carbono e do amoníaco,
Monstro de escuridão e rutilância,
Sofro, desde a epigênese da infância,
A influência má dos signos do zodíaco.
Profundíssimamente hipocondríaco,
Este ambiente me causa repugnância...
Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia,
Que se escapa da boca de um cardíaco.
Já o verme - este operário das ruínas - 
Que o sangue podre das carnificinas
Come, e à vida em geral declara guerra,
Anda a espreitar meus olhos pra roê-los,
E há de deixar-me apenas os cabelos,
Na frialdade inorgânica da terra!"

                                   Augusto dos Anjos
Postar um comentário