Seguidores

domingo, 24 de novembro de 2013

LANÇAMENTO PAULINAS ABORDA A PAIXÃO DE UMA MENINA PELA MATEMÁTICA


 
Quase sempre a matemática é a vilã dos boletins escolares. Brincar com os números pode não ser muito atrativo para muitas crianças, mas não para a personagem Alga, a primeira da classe em matemática, que fazia cálculos de olhos abertos, sem a utilização dos dedos, divertia-se com os desafios das competições de operações: adição, subtração, multiplicação e divisão.
No livro A menina que contava, Alga gostava dos números e os números gostavam dela. Desde o velho casaco, presente de sua mãe, com seus inúmeros botões até as estrelas mortas e seus anos-luz, Alga contava tudo. Inventava histórias sobre descobridores só para calcular os dias da viagem e eram somas e multiplicações das 24 horas pelos 60 minutos vezes 7 dias para se chegar ao fim do mundo. Sabia calcular sem usar os dedos. Perdia nas competições de classe só para calcular de novo e manter os amigos… A menina contava tudo… até os minutos que levaria para chegar o socorro, quando escorregou no caminho de volta pra casa. Contava os centímetros enquanto crescia… Até que, aos 20 anos, encontrou um rapaz que contava histórias e com ele se casou. Juntos tiveram dois meninos e para não acumularem milhões e milhões de coisas como todo mundo faz, começaram a dividir suas experiências com os outros.
Com um projeto gráfico de criatividade incalculável, desenvolvido por André Neves, essa obra vai deixar no pequeno leitor um gostinho de: Ah, conta mais!!!
 
Título: A menina que contava
Autor: Fábio Monteiro
Ilustrador: André Neves
Editora: Paulinas
Coleção: Espaço aberto
Formato: 23,0 x 27,0
Páginas: 40
Código: 524476
ISBN: 9788535636208
Preço: R$ 28,80
 
O Autor
FÁBIO MONTEIRO é contador. Nasceu em Pernambuco, perdeu as contas dos anos que mora em São Paulo. Conta história de verdade para seus alunos e inventa algumas outras que se tornam verdades. Gosta de gente, sorvete de chocolate, se molhar na chuva e da cortina do teatro. Apaixonado pela escrita, conheceu as palavras muito cedo, mas só agora criou coragem, brincou com elas, misturou com os números e mostrou sua primeira história para todos.
 
O Ilustrador
ANDRÉ NEVES nasceu em Recife (PE), mas atualmente reside em Porto Alegre (RS), onde trabalha pesquisando, escrevendo e ilustrando livros infantis. Estudou Artes Plásticas, é arte-educador e promove palestras e oficinas sobre literatura infantil e juvenil. Já publicou por Paulinas: A caligrafia de Dona Sofia, Menino chuva na rua do sol, Seca e Mestre Vitalino, além de ter ilustrado vários livros de outros autores.
 
Contato para imprensa
Roberta Molina
Fone: 55 11 5081-9333
imprensa@paulinas.com.br
Postar um comentário