Seguidores

sábado, 18 de outubro de 2014

RETALHO DE TEMPO por FÁBIO MONTEIRO




Resgate um retalho de tempo e lembre do momento da escolha em
ser professor(a).
Um tanto de cor desse início, um tanto de brilho agregado ao longo do percurso, um tanto de sentimentos costurados um a um, ao longo da vida. Das teorias estudas às práticas que deram sentido para um tanto de tudo.

Remende o retalho inicial com os outros panos, cores da história construída nessa trajetória. E sorria pelas conquistas: foram tantos erros e inúmeros acertos, tantas emoções guardadas em caixinhas nas lembranças
, tantas pessoas que levaram você com elas.
Ao final, costure com os sonhos próximos e distantes, com as esperanças que não cessam, com os dias que virão em retalhos de conquistas.
Construir nossa profissão leva a mágica da multiplicação de sentidos, o arrojo em ser verdadeiro e humano, a alegria em compor a colcha da vida do outro, porque eles levam consigo um pedaço do nosso retalho.
Com o meu retalho em mãos, depois de tanto tempo de profissão, só desejo aos que chegam nela alegria maior que a minha, um tanto maior que as nossas batalhas vencidas, que tenham linhas coloridas para tecerem tecidos surpreendentes e sabedoria ao longo das suas vidas.
E que sejam felizes, como nós somos.
Postar um comentário