Seguidores

sexta-feira, 3 de maio de 2013

SIMPLES por FÁBIO MONTEIRO



Tenho um gosto de felicidade que não sai de mim.
Um gosto esquisito e confortável que tudo está no lugar; gavetas, colchões, pijama e janela.
Tenho uma sensação de tudo na devida mudança; movimento que não cessa que não descansa nem quando durmo.
Tenho uma sensação de cadeira junto à mesa, de toalha de banho secando no varal, de louça solitária sob a pia.
Tenho um jeito de  felicidade em pijama, colchão feito janela e um gosto esquisito de louça em gavetas.
Ontem acordei e baguncei tudo, inverti a ordem: subi escadas de costa, obedeci meu cão e levei a planta seca para ver o sol.
Foi bom esse gosto diferente, esquisito e desconfortável.
Postar um comentário