Seguidores

terça-feira, 7 de julho de 2015

CARTAS A POVOS DISTANTES POR CRISTINA SÁ

LANÇAMENTO DA EDITORA PAULINAS: "CARTAS A POVOS DISTANTES" DE FÁBIO MONTEIRO E ANDRÉ NEVES

http://cristinasaliteraturainfantilejuvenil.blogspot.com.br/2015/06/lancamento-da-editora-paulinas-cartas.html
                                        SITE DA EDITORA: www.paulinas.org.br

COLEÇÃO ESPAÇO ABERTO

INDICAÇÃO: a partir de 10 anos (leitor fluente)


96 páginas  

                                   " Dois mundos. Uma carta.
                                     Um mistério.

                                     Uma história que rompe a distância

                                     de um oceano inteiro,
                                     para desaguar nas fronteiras
                                     que unem o Brasil e a África.

                                     As guerras podem

                                     ser evitadas
                                     as amizades não."


Em "CARTAS A POVOS DISTANTES", o escritor FÁBIO MONTEIRO  compartilha

com  o leitor  a história de Giramundo, um  menino,  que  com  suas  invencionices,
costumava  impressionar  muito uma  plateia  de  'supostos'  amigos. Ele  conhecia
todos os livros de geografia e cartografia  possíveis, mas tinha a mania de inventar
lugares e idiomas que não existiam. Giramundo se relacionava com as pessoas de
um modo bem particular.

            "No fundo do peito, era difícil para Giramundo ter tantas ideias e

             ser tão sozinho com todas elas. Era como  se  a imaginação não
             encontrasse  tempo  e  espaço corretos para  existir. Giramundo
             era  todo  alegria  em  aproveitar  o  tempo  para  criar  amizades 
             inventadas  e  lugares desconhecidos. E  muitas vezes brincava 
             só, porque assim não havia perigo de "rompidão".

             Dizem  que  tudo no  mundo gira e que o que é de baixo vem pra 

             cima, tal  qual  roda  de vento, formiga  em buraco - mistérios da
             vida que se encarregam de nos ensinar sobre nossos malfeitos.

             Com  o Giramundo  não  foi  diferente. De tanto  que mexeu com 

             essas  histórias  e   línguas  de  povos  distantes,  de  tanto  que
             brincou com o  desconhecido destino, de tanto que fez, de tanto
             que  aprontou,  um  dia  recebeu, com surpresa, um envelope de
             um lugar  desconhecido, sem  nome do remetente, o primeiro da
             sua  vida. Dentro,  um  papel  amarelado  pelo  tempo,  linhas em 
             branco  com  localização  geográfica  e  data  de  origem,  e nada
             mais."

Esta primeira e misteriosa carta, vinda de Luanda, rompeu  a distância e a imensidão

de um  oceano e acabou  atando  duas pontas  de uma  verdadeira amizade, pois as
trocas de cartas continuaram por anos e anos...

Giramundo, que  vivia  inventando  histórias,  acordou  para  vida.  Descobriu  muitas

coisas: tinha conquistado um amigo verdadeiro, podia conhecer o mundo sem sair de
casa e descobriu  que não  precisava mais mentir,  pois histórias  verdadeiras tinham
um sabor especial.

Por  trás da  história  de Giramundo, o leitor vai  encontrar um  sentido crítico que vai

desde a luta pela liberdade de Angola até a guerra civil no país, que matou  milhares 
de africanos,  fez milhões de refugiados  e  causou danos ao patrimônio público. Mas
tudo envolto numa linguagem que revela compaixão e fraternidade.

O  texto  de  FÁBIO  MONTEIRO, escrito  com  apuro  de  linguagem  e com  muita
sensibilidade, emociona e revela-se com algumas entrelinhas para, pouco a pouco,
serem preenchidas pelo leitor.

O escritor FÁBIO MONTEIRO, que é também  historiador e  professor, no  posfácio

do livro,  apresenta nota sobre cartas, memórias e  amizades, traçando um paralelo 
da história de Giramundo com a sua própria história de vida.


"CARTAS A POVOS DISTANTES" é um livro  envolvente e comovente! 


Esta  obra  reúne, ainda,  muitos  outros  pontos  interessantes. Todos  estes pontos, 

aqui  destacados ou não, sem  dúvida, imprimiram à história de Giramundo emoções,
que irão ecoar mesmo depois que o leitor fechar o livro.


AS ILUSTRAÇÕES:



                                          CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA


No  livro "CARTAS  A  POVOS  DISTANTES", as  ilustrações e  o projeto gráfico, 

assinados por ANDRÉ NEVES, são uma atração inegável. 

O colorido forte da capa não aparece nas ilustrações do miolo do  livro, onde os

tons pastéis e a monocromia figuram com muita elegância.

As ilustrações deste livro são  impactantes e instigantes. Com um traço que é só  

seu  e sempre fiel ao seu estilo, o  ilustrador constrói, através das imagens, uma 
narrativa própria, para contar a história de Giramundo.

O projeto gráfico do livro é bastante expressivo, explora recursos que compõem 
muito  bem  este  trabalho  e despertam  a atenção  do  leitor, em alguns pontos,
como  por  exemplo: o  colorido  forte da  capa / capa com abas / uso da cor na
parte  interna  da  capa  e  abas / ficha  catalográfica  sobre  folha  envelhecida / 
sumário em  página dupla  tendo  como fundo  o  mapa de  Angola, vários  selos
do país e papel envelhecido / a  numeração  das páginas  /  fontes diferenciadas
das cartas...

Todas as soluções gráficas encontradas pelo artista conferiram beleza ao projeto
e tornaram o livro mais atraente.


                                        CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

OS AUTORES: 

Postar um comentário